domingo, 21 de agosto de 2016

A mãe organiza... dicas rápidas de organização #1

Quem tem crianças sabe como é difícil manter uma casa organizada. Aqui por casa acontece o mesmo com a agravante de termos uma casa muito grande e facilmente se espalham tralhas por todo o lado. 
Tenho tentado aplicar algumas técnicas e também mudado alguns dos meus hábitos para tornar o dia a dia mais fácil. 
E uma das coisas que tem funcionado muito bem é a de que tirou - utilizou - volta para o lugar. 
Evita os objetos andarem espalhado pela casa e assim sabemos sempre onde estão as coisas.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Coisas dela ... escrever para não esquecer

A ver um episódio da sua querida Masha e Urso no qual a Masha suja as diversas vestimentas que o urso lhe vai costurando, chegando ao ponto de terminar o episódio vestida apenas com uma fralda e uma touca. 
E comenta ela: 
C: A Masha não tem chupeta.
Eu: (aproveitando a deixa) Pois não filha, as meninas crescidas não precisam de chupeta.
C: (pensa um bocadinho e responde-me) Precisam comer muito arroz. 

É um facto, tenho uma filha que é um bom garfo ;)

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Coisas giras para fazer...um dia... Como plantar abacaxi

Passo o dia em frente ao pc e confesso que facilmente me perco em divagações e quando não é o no pc é no telemóvel (um dos vícios que quero reduzir, mas isso é tema para outro dia). Procuro essencialmente inspiração para o dia a dia, sejam ideias de decoração ou DIY, actividades para fazer com a princesa, moda,... um sem fim de temas. É frequente ver coisas que quero fazer/reproduzir mas como nem sempre há disponibilidade, com o passar do tempo também se vai perdendo a inspiração. Decidi usar este espaço como uma espécie de bloco de intenções, espero conseguir reproduzir alguns. De qualquer forma vale pela partilha. 

A partilha de hoje é um misto de DIY e de decoração, achei a ideia bem divertida e se funcionar dá um resultado muito bonito para decorar qualquer divisão da casa.

Como plantar abacaxi, a foto é daqui mas já vi esta ideia em vários sites. Como tenho um em casa neste momento, vou fazer a experiência e logo vos direi qual o resultado.

domingo, 17 de julho de 2016

Ser mãe também é

Ter passado uma boa parte do sábado a limpar, arrumar e organizar a casa e mesmo assim chegar à noite e 
- ter uma piscina de bolas no meio da sala
- um sem fim de brinquedos espalhados nos quatro cantos da casa
- umas cuecas da princesa Sofia e umas meias em cima do puf da sala (sem comentários)
- o aspirador ainda esta no quarto porque não houve tempo para a acabar tudo.

Mas ser mãe também é saber ter paciência e relativizar as coisas por isso mesmo fui tomar um banho e sentei - me no sofá a ver TV e a empanturrar - me de pipocas doces ;)

terça-feira, 12 de julho de 2016

O desfralde

Iniciamos há alguns meses atrás em forma de brincadeira, o pote veio para a sala e a Clara foi percebendo qual a sua função, sem pressões e sem dramas. Entretanto, com os dias mais quentes, na creche decidiram iniciar "a sério". Com alguns "acidentes" pelo meio, mas esta(va) a correr lindamente. Praticamente já não me preocupo porque sempre que ela quer fazer pede, nem sempre chegamos a tempo, mas ela já consegue controlar muito bem. De noite continuo a colocar a fralda por precaução, mas o que é certo é que de manhã está quase sempre seca. 
No entanto e como escrevi em cima, estava a correr lindamente, até ao dia em que me apercebi que a C. estava a 6 dias sem fazer o nº2... Por norma na creche há um registo diário, mas estes 6 dias coincidiram com um período de mais trabalho (festa de final de ano) e entrada de 3 crianças novas (muito pequenas) e o registo foi adiado. Eu supus que ela fazia na creche diariamente, como habitual, e na creche supuseram que ela fazia em casa. Quando o registo foi actualizado, como é óbvio entrei em pânico. 

Depois de prestar bem atenção ao seu comportamento, chegamos à conclusão que a C está a reter voluntariamente. Como é tão pequenina não consigo que me explique se aconteceu alguma coisa, as hipóteses que coloco são as de que alguém lhe possa ter ralhado por ter os "acidentes" na cueca ou então em algum momento ter tido dor ao fazer. 

Contudo independentemente das causas agora o importante é estar a atenta. No inicio fiquei muito "aflita" e acho que isso lhe poderia criar mais ansiedade. Com calma, iniciamos uma alteração alimentar com a introdução de flocos de aveia dissimulados no leite e na sopa. Reforçamos o consumo de legumes e frutas (nomeadamente feijão verde, broculos, repolho, kiwi e ameixa vermelha). A par da alimentação implementamos um sistema de reforço positivo. Compramos este livro, que mais do que a história tem uma espécie de cronograma no qual a criança cola um autocolante sempre que tem uma conquista. 
Ainda não fez efeito para a o nº 2, só conseguiu fazer uma vez  e acabou por fazer a dormir, mas conseguimos tornar o momento do xixi mais divertido e descomplicado, acredito que com tempo e paciência ela perca o medo para o coco também.



Partilho aqui esta nossa fase por dois motivos, para poder ajudar alguém que possa estar a passar pela mesma situação, mas também para ser ajudada, se tiveram experiências semelhantes, como as ultrapassaram? Como lidaram com a questão?